Foto: Max Schwoelk 

Atualizado: Set 15

Quando pensamos no Paraná, a primeira coisa que vem na cabeça é Curitiba. Mas o Paraná é muito mais que Curitiba. E foi buscando conhecer ainda mais este Estado, que no feriado de 7 de setembro, eu viajei para Ponta Grossa e região.


Para quem mora em Joinville, a distância é de aproximadamente 3 horas. Neste caso, saímos as 07:00 da manhã, e primeiro paramos na Colônia de Witmarsum.


Foto de um beer garden, como na Alemanha


A Colônia de Witmarsum é uma região de origem alemã, repleta de restaurantes típicos. A grande atração lá é esbarrar com algum morador local e ele começar a conversar contigo em alemão. Eu sei falar algumas frases em alemão, então achei o máximo!


Mais informações no site: https://www.facebook.com/turismocoloniawitmarsum/


Depois, seguimos para Vila Velha.


Trata-se de um parque, com várias atrações, entre elas a visitação nos arenitos (pedras), que formaram várias esculturas devido a ação do tempo. Durante o passeio, você pode esbarrar com uma pedra em forma de macaco, de índio... e a mais famosa é a pedra em forma de taça.



Além de visitar os arenitos, ao adquirir o ticket de entrada, você poderá visitar duas furnas e a lagoa dourada.


Eu já havia visitado Vila Velha quando era adolescente. A infraestrutura do parque melhorou bastante, inclusive foi bem tranquilo o passeio com uma criança de quase 3 anos. Neste parque você encontrará também restaurante, playground, além de um sistema de ônibus que te levará para os arenitos, as furnas e a lagoa.


O parque foi reaberto recentemente (setembro), então no mês de reabertura ele possui preço especial (R$ 28,00). O preço normal dele é de aprox. R$ 80,00.


Mais informações no site: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/parque-estadual-vila-velha

Em Ponta Grossa, o grande atrativo são as cachoeiras. Existem várias para serem visitadas, mas por limitação de tempo só foi possível nós visitarmos o Buraco do Padre.

O buraco do padre é um parque que tem leva até uma caverna, com um buraco no teto e uma cachoeira interna. Este local é incrível, pois possui uma estrutura para você passar o dia com a sua família (inclusive para fazer churrasco no local – sob reserva antecipada). O ingresso para o parque é R$ 30,00.


Caso você ficou curioso, segue um vídeo: https://www.instagram.com/p/CE10XGrB6Bw/


Mais informações no site: https://buracodopadre.com.br/

Perto de Ponta Grossa, existe a cidade de Carambeí e sua decoração holandesa.


Além de poder desfrutar de pratos da cultura holandesa, você pode visitar o maior museu histórico a céu aberto do Brasil. Infelizmente nós não conseguimos visitar (estava fechado por causa do COVID), mas já deixei anotado na minha lista de futuros passeios...


Falando ainda em gastronomia holandesa, algo famoso nesta cidade são as tortas. O ponto alto são as tortas da Frederica’s.


Mais informações no site: https://www.aphc.com.br/


Se você estiver empolgado com a cultura holandesa, poderá ir até Castrolanda e tirar uma linda foto no moinho (além de ver as lindas residências na região). Este moinho abriga um museu histórico (também estava fechado por causa do COVID mas pretendo visita-lo no futuro).

Por fim, Já em Castro, não deixe de visitar a Fazenda Capão Alto.


Com mais de 300 anos, esta fazenda é repleta de histórias. Além de visitar o museu, você poderá fazer uma caminhada até o Rio Iapó. O ingresso para visitar o lugar custa R$ 6,00.

Mais informações no site: http://web.archive.org/web/20181224181948/http://fazendacapaoalto.com.br/

Caso desejar dormir na região, seguem duas sugestões de hospedagem que nos hospedamos e recomendamos:


Pousada La Vierro, localizada próximo da BR, com piscina externa, eles possuem suítes para os mais diversos orçamentos. Nós ficamos no quarto mais em conta, e honestamente, adoramos. Os quartos possuem móveis antigos, e que dão um ar de casa de sitio. Uma gracinha. Contato pelo telefone: (41) 9691-0789


Hostel Ponta Grossa, da D. Maria. Para quem gosta de hostel, esta opção é excelente. Com quartos compartilhados, extremamente limpos, a D. Maria faz você se sentir em casa. Este hostel fica no centro de Ponta Grossa. Contato pelo telefone: (42) 9811-3737


Então, partiu conhecer a região de Ponta Grossa?


Eu sou a Carla Merkle, Uma Turista em Santa Catarina, Empresaria, administradora, professora universitária e mãe do Luís Fernando.

carlamerkle@carlamerkle.com.br

@guiadoviajanteeconomico


#pontagrossa #parana #parquevilavelha #buracodopadre #guiadoviajanteeconomico




Imbituba é uma cidade litorânea 90km ao sul de Florianópolis, e eu já falei um pouquinho sobre ela nesse post sobre o salto de paráquedas que fiz lá. Conforme prometido, hoje eu volto para falar sobre a razão de a cidade ter o título de capital nacional da baleia franca: Imbituba compõe a Rota da Baleia Franca (RBF), junto com Garopaba e Laguna.


Foto: vista aérea da Praia da Vila, no centro de Imbituba.


A baleia franca austral escolhe uma série de destinos para dar a luz aos seus filhotes, e o sul de santa catarina é um deles. Imbituba integra a Área de Proteção Ambiental da Baleira Franca, e se destaca por promover ações em prol da espécie e de sua preservação. A cidade é sede do Instituto Australis, um centro de conservação da espécie, e também abriga o Museu da Baleia – que infelizmente está temporariamente fechado.



Durante os meses de julho a novembro, período do ano em que as baleias francas chegam ao litoral catarinense para parir e amamentar seus filhotes, é possível realizer em Imbituba o turismo de observação de Baleias. O pico de avistamento é setembro, com base em dados históricos levantados nos últimos 20 anos pelo Instituo Australis.



Diversas agências de turismo e receptivo da região realizam passeios de observação, que levam os turistas até os principais pontos de avistamento, além de trilhas guiadas e visita aos institutos de preservação locais. Mas também é uma opção rodar pelas principais praias com carro próprio buscando as gigantes, e neste caso eu sugiro não deixar de fora as seguintes praias: do Rosa, Ibiraquera, Ribanceira, do Porto e Itapirubá.


Fotos: pousada Vida Sol e Mar e restaurante Engenho do Mar


Recomendo um fim de semana na cidade, dá tempo suficiente para procurar baleias pelas praias, e nos intervalos aproveitar a gastronomia local. Para hospedagem, indico de olhos fechados a Vida Sol e Mar Ecoresort, na Praia do Rosa. A infraestrutura deles é super completa, possuem atividades de lazer, e se você der sorte vai poder ver baleias sem precisar sair do quarto – elas adoram a Praia do Rosa, e a vista da pousada é super privilegiada. Ah, e não deixe de conhecer o restaurante Engenho do Mar, fica anexo à pousada.


*Por ser um fenômeno natural, não há garantia de presença das baleias.


Links úteis:

Pousada Vida Sol e Mar: https://www.vidasolemar.com.br/

Receptivo e guiamento de observação: https://www.aosulnatural.com.br/

Instituto Australis: http://baleiafranca.org.br/

Rota da Baleia Franca (tem várias dicas lá!): https://www.rotabaleiafranca.com.br/

Eu sou a Mariane Bergmann, Uma Turista em SC, consultora empresarial, apaixonada por história, cultura e gastronomia, e mãe de uma pinscher minúscula que tá sempre nos rolês comigo.

E-mail: mariane.bergmann@gmail.com

Instagram: @marianebergmann


#turismoemimbituba #oquefazeremimbituba #santacatarina #turismoemsantacatarina

#turismoemjoinville #turismoemfloripa #turismoemflorianópolis #economiacriativa #consumoconsciente #economiacolaborativa


Brusque fundada por colonos alemães em 1860, mantem as características alemãs de seus colonizadores na arquitetura, na comida, nas festas populares como a Fenarreco que acontece no mês de outubro. Tornou-se uma das pioneiras na indústria catarinense, em especial no ramo têxtil, é conhecida como "Berço da Fiação Catarinense" e "Cidade dos Tecidos" pois foi na mesma que se iniciou um dos maiores polos têxteis de Santa Catarina e do Brasil.

A cidade como curiosidade, tem um trabalhador, o Sr. Walter Orthmann que foi certificado pelo Guinness World Records como recordista mundial na categoria Maior Tempo de Carreira em uma Mesma Empresa. São mais de 80 anos prestando serviços a Renaux View.


Brusque tem vários pontos turísticos para visitar como o Parque das Esculturas, com mais de 40 obras em céu aberto feitas em mármore por artistas de diversos países, incluindo uma obra do brasileiro Oscar Niemeyer.


A Praça do Sesquicentenário, criada em homenagem aos 150, na mesma encontra-se a Prefeitura, Camará de vereadores e o Fórum, além de um paisagismo lindo, a praça é palco de vários eventos e atrações e possui a primeira pista de patinação do Estado instalada a céu aberto.


O Santuário de Azambuja, a Gruta de Nossa Senhora de Azambuja, Morro do Rosário e Seminário Menor e Filosófico, o Museu Arquidiocesano Dom Joaquim, formando um complexo de construções históricas.

E Nova Trento?

Cidade de turismo religioso, conta com muitos atrativos turísticos, natureza com paisagens cinematográficas, o Santuário Santa Paulina e Santuário Nossa Senhora do Bom Socorro, muitas capelas, museus. Ótimos restaurantes com sabores Italianos, a cidade do Vinho.


Para um casal que gosta muitoooo... de viajar e o momento requer cautela, optamos por fazer turismo seguro próximo a nossa residência, rodamos aproximadamente 100km’s, almoçamos e tomamos café em lugares lindos, seguros com baixo custo e conhecemos um pouco mais das belas histórias de nosso estado.


Eu sou a Kétrin Círico, Uma Turista Local em Joinville

Administradora, coach, professora universitária, escritora e motociclista.




Escolha sua Cidade:

Hotel Sabrina Joinville.jpg
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now